Qual a diferença e quando escolher entre cosméticos e dermocosméticos?

O que é um cosmético, nós já sabemos. Mas você sabe das particularidades?

Os cosméticos são preparações para beleza e higiene, que tem sua função bem estabelecida. Como, por exemplo, o sabonete: tem como função primária a limpeza da pele, certo?

Contudo, se um sabonete é multifuncional, ou seja, tem outros efeitos como ação anti acne, por exemplo, este já pode ser nomeado como um dermocosmético. Fácil, né?

 

Quais as principais diferenças?

Na prática, ambos são caracterizados como cosméticos, mas o termo dermocosmético é utilizado a fim de gerar identificação quando se trata de tratamento e ajuda a selecionar melhor o que você vai comprar. 

Os cosméticos funcionam com mudanças mais momentâneas e/ou instantâneas, formulados com ativos básicos, em seu estado comum. Enquanto os dermocosméticos levam princípios ativos em suas fórmulas, ou seja, eles tratam aquilo que pode ser uma preocupação para sua pele. Os dermocosméticos necessitam de testes obrigatórios de comprovação de eficácia e resultados de segurança, enquanto os cosméticos comuns não precisam destes testes. 

 

De forma comparativa, as diferenças são as seguintes:

Cosméticos

Dermocosmético

Age superficialmente da pele

Consegue agir em camadas mais profundas da pele

Mudanças instantâneas temporárias visual e sensorialmente

Mudanças gradativas e resultados mais perenes

Não há necessidade de testes de comprovação de eficácia, nem de resultados de segurança

Obrigatório os testes de comprovação de eficácia e resultados de segurança

Com ativos de propriedade básica e elementar

Com ativos com indicação específica de tratamento

Tem como foco a beleza

Tem como foco a saúde, como forma de tratamento que traz a beleza

Os níveis de reparação e reconstrução que os dermocosméticos são capazes, são muito maiores comparados a cosméticos comuns. As aplicações dos dermocosméticos devem ser feitas como tratamentos periódicos, ou seja, de médio ou longo prazo. Não como aplicações únicas, como é feito com no caso dos cosméticos. A importância da continuidade se dá para manter a atividade dos ativos heróis, garantindo um resultado muito mais duradouro. (Então nada de passar hoje o seu gel de tratamento e deixar para passar novamente daqui a uma semana, viu?)

 

Mas afinal, quando usar um cosmético ou dermocosmético?

Essa resposta vai depender da sua necessidade. Em geral, eles podem trabalhar como uma dupla, um mais focado na saúde da sua pele e outro mais focado na sua beleza instantânea. Só é importante se atentar à composição dos cosméticos, evitando composições com petrolatos, parabenos, chumbo ou outros vilões cosméticos, para que o seu tratamento seja mais eficaz e um não anule o outro. Sempre opte por cosméticos que completem o seu tratamento,para um melhor resultado. 


Curiosidades About You:

Dermocosméticos tem grandes semelhanças e também costumam ser chamados de:  dermatocosméticos, cosmecêuticos, cosméticos funcionais, bioativos e muitos outros. Com algumas pequenas diferenças em suas particularidades. 

 

Alguns exemplos de dermocosméticos: 

Sérum anti-idade: estimula renovação celular e produção de colágeno

Shampoo antiqueda: diminui a queda do cabelo e estimula o crescimento

Sérum clareador de manchas: diminui as manchas da pele, seja de marcas de acne ou melasma

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco que os nossos farmacêuticos podem te ajudar. :)

Gostou da leitura? Leia mais em aboutyoucosmeticos.com.br

Pague com
  • Pagar.me V2
  • proxy-pagarme-v4
Selos

About You Cosméticos - CNPJ: 29.405.870/0001-22 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail